21 DE SETEMBRO

DIA DA ÁRVORE

A QUEDA DA ÁRVORE
Autor: Samuel Freitas de Oliveira

HISTÓRICO SOBRE O DIA DA ÁRVORE
Pesquisa na Internet

QUEIMADAS PERIGOSAS
Autora: Dilma Faria Terra

ÁRVORE DA FELICIDADE
Autor: José Ventura Filho

ADIVINHAÇÃO
Autora: Magdalena Léa

A ÁRVORE
Autor: Raul Aroeira Serrano

A ÁRVORE
Autor: Manuel de Almeida (Manal)


A QUEDA DA ÁRVORE

Rompe o solo a semente pequenina e brota,
Á luz do sol se mostra e verdejante cresce;
Surgem brotos cobrindo os galhos. Tudo em volta
Transforma-se em botões...E a árvore floresce.

Passa o tempo e o tronco frágil se agiganta,
A copa agora enorme em frutos mil se espalha...
A passarada ali, saciando a fome canta,
E à noite, na folhagem espessa, se agasalha.

Mas chega o homem enfim, o ser inteligente,
E sem pensar sequer nos desastrosos danos,
Que vai causar, por certo, em todo o ambiente:

Liga insensivelmente a sua motosserra,
E o que Deus fez crescer por muitos...Muitos anos,
Ele em poucos minutos faz cair na terra.

Autor: Samuel Freitas de Oliveira
Avaré-SP-Brasil


HISTÓRICO SOBRE O DIA DA ÁRVORE

Em 21 de setembro é comemorado, no Brasil, o dia da árvore. A data foi escolhida, por ser próxima ao início da primavera - a estação em que as flores aparecem em maior quantidade.

Essenciais para a vida, as árvores não só embelezam o planeta, como mantêm a umidade do ar. Além disso, ajudam a diminuir a poluição, porque dissolvem o gás carbônico, durante a queima de combustível. Produzem oxigênio, mudam a direção dos ventos, firmam o solo das encostas e também as margens dos rios.

Através da madeira dos seus troncos ainda é possível colher matéria-prima para a fabricação de medicamentos. No Brasil, a árvore mais antiga é um jequitibá de 3.020 anos, localizado em Santa Rita do Passa Quatro, em São Paulo. Sua copa possui 39 metros de diâmetro, onde vivem tucanos e macacos, entre outros animais.

Como ajudar a salvar as florestas:

A metade das árvores cortadas no planeta é destinada à fabricação de papel! Usar menos papel é uma ótima maneira de ajudar a salvar as florestas.
Então, precisamos criar os seguintes hábitos:
• Escreva nos dois lados de cada folha de papel e tente usar papel de rascunho ou metades de folha quando possível. Recicle todo papel quando você terminar de usá-lo;
• Coloque um guardanapo de tecido em sua mochila, bolsa ou lancheira e use-o ao invés de guardanapos de papel;
• Em casa use sempre guardanapos, lenços e panos de pratos de tecido ao invés de papel;
• Quando comprar papel em uma loja, tente comprar papel reciclado com 100% pós-consumo, ou seja, depois dele ter sido usado por alguém. Isso significa que ele foi feito com papel que já foi usado e colocado numa cesta de lixo para ser reciclado. Melhor ainda, compre 100% de papel "tree-free" (isento de árvores). Isso significa que nenhuma árvore precisou ser derrubada para esse papel ser produzido;
• Não compre qualquer madeira que seja originária de árvores em perigo de extinção;

Outras ações que ajudam muito:

• Cada cidadão tem o dever de proteger o verde em seu bairro. Por isso, fique de olho: nenhuma árvore, da área pública ou privada, pode ser abatida sem autorização da prefeitura. Esta autorização só é concedida se a árvore estiver doente ou for um obstáculo à abertura de avenidas e ruas. Os moradores têm o direito de se opor à derrubada desde que justifiquem os seus motivos;
• As árvores localizadas às margens de rios, córregos, nascentes, represas, topos de morros, montanhas, serras e áreas em declive são de preservação permanente. Não podem ser cortadas! Ajude a preservá-las;
• Você pode reivindicar mais áreas verdes no seu bairro. Este é um direito seu;
• Também é permitido plantar árvores defronte de sua casa e nos canteiros de avenidas e ruas;
• Aumente seu conhecimento: fale com pessoas que entendam de jardinagem e descubra como cuidar das plantas;
• Divulgue informações sobre a preservação do verde no jornal da escola, no mural, em impressos e também no jornal do seu bairro.

Plante uma árvore

Partes da planta:
semente, raiz, caule, folha, flor e fruto.

Para plantar uma árvore frutífera serão necessários:
Caroços da fruta escolhida (laranja, pêra, maçã, pêssego, limão, etc.);
Um vaso pequeno de plástico;
Argila expandida para cobrir o fundo do vaso;
Terra e turfa (Matéria esponjosa, mais ou menos escura, constituída de restos vegetais em variados graus de decomposição) para encher os vasos.
1 pá de jardinagem
1 saco de plástico transparente.

COMO PLANTAR

1 - Coloque em círculo no vaso 5 a 6 sementes da fruta escolhida, deixando intervalos regulares entre elas.
2 - Com o saco plástico transparente cubra bem o vaso.
3 - Para apressar a germinação da fruta e dispensar a rega freqüente, amarre bem o saco para manter a humidade necessária no vaso.
4 - Escolha uma local quente, úmido e com pouca luz para colocar o vaso .
5 - Assim que a planta começar a aparecer, retire o saco e mude o vaso para um lugar com muita luz.
6 - Regue a plantinha tomando o cuidado para que fique a superfície.da terra fique sempre seca.

7 - Quando a raiz da sua planta começar a crescer , mude-a para um vaso maior.

As árvores não conseguem crescer e sobreviver espremidas dentro de um vaso. Assim que você perceber que ela está precisando de mais espaço, plante-a num terreno, ao ar livre pra que ela possa progredir e dar frutos.
Se você mora em apartamento, ofereça este maravilhoso presente a uma pessoa querida que tenha um bom terreno.
Você tem três motivos pra ficar feliz:
Por ter plantado uma árvore, por ter oferecido um presente criado por você e, principalmente, por ter contribuído para o bem da natureza.

Pesquisa na Internet


QUEIMADAS PERIGOSAS

Infelizmente, a destruição das árvores é crescente: para cada dez árvores derrubadas só uma é plantada. A extração predatória é feita para a produção de papel e outros artigos. Entre as árvores em extinção, estão o pau-brasil, o mogno, o jacarandá da Bahia e o pinheiro brasileiro.

As queimadas também representam outro grande problema enfrentado pela natureza. Elas podem ser provocadas por falta de chuva (como aconteceu em diversos pontos do estado do Rio de Janeiro, este ano) ou pontas de cigarro jogadas em locais impróprios, como beiras de estradas. Mas, muitas vezes são provocadas para devastar florestas e ali instalar outras atividades, geralmente agropecuárias. As árvores, não só embelezam a paisagem, elas também ajudam a diminuir a poluição.

Autora: Dilma Faria Terra


Árvore da Felicidade

Seis horas de uma manhã indefinida, talvez comprida pelos raios do sol, anunciando os pássaros felizes, cantando em seus ninhos, e abençoando as crianças de mãos dadas passeando pelas calçadas, rindo do tempo, cenário de momentos inesquecíveis a serem eternizados ou pelo prenúncio das chuvas que derramam lágrimas de felicidade ao atender os reclamos dos plantadores cheios de dores em suas terras castigadas pela seca.

Não seria por um alvorecer de tristeza, recheado de acontecimentos indesejáveis, desenhados pela fúria da natureza, dona da revolta e da destruição de árvores, represas, pontes, estradas, casebres e da inundação das ruas e dos horizontes refletidos pelos choros daqueles que perderam seus entes, seus documentos e sua dignidade, condição imprescindível de um cidadão ou, ainda, daquelas mãos que se dizem detentoras da ignorância, da inveja, da discordância e dos empregos mesquinhos traçados e praticados pelos atos da maldade.

Espero e tenho certeza que a primeira opção vem pelas mãos de Deus e bem recebida, não só por mim, mas, por todos, sem distinção de raça, cor, credo, posição social ou nacionalidade, com emoção de cada um e em todos os lares, acompanhada pelo brilho das estrelas, das águas, dos rios e dos mares.

Busco através do meu silêncio, amigo das minhas reflexões, uma releitura de alguns dos meus poemas, onde ali alcanço essa felicidade tão almejada, tão perto e tão distante ao mesmo tempo entre os cristais dos sentimentos, que me lançam ao mundo da perfeição, da busca de uma sombra advinda de um sentimento inatingível, onde os gestos amigos são distribuídos espontaneamente e a mente, tão quente, só produz o hormônio do bem querer, do bem estar e da mais transparente solidariedade.

Não vou negar à invasão da iluminação da lua, à corrida dos sorrisos estampados nos rostos doces de cada ser, que transpira a simplicidade, à candura mais pura envolta em seu véu e ao querer da festa alegre de um chamamento lapidado pelas emoções geradas pelas relações tão nobres e recíprocas, sem quaisquer motivos reles.

Sombra de silêncio ameno, correndo pelo campo da imaginação, beirando o esquisito da quimera, fonte da busca de um porto seguro que clareia a obscuridade dos desenganos, dos desmantelos emocionais e das cadeias de sentimentos, cheios de vícios, de sacrifícios moldados e sobrados pelo oferecimento dos preceitos sociais, doentes demais.

Não quero mais nada... Quero apenas colher os frutos e conquistar o topo da árvore da felicidade, a qual se encontra tão linda, tão silenciosa, tão amiga, tão verdadeira e tão fiel. Somos tão cegos neste mundo atroz, porque ela está bem dentro de nós.

Autor: José Ventura Filho


ADIVINHAÇÃO

Hoje é o dia da árvore,
Colegas do coração,
E eu vou dar a vocês
Uma boa adivinhação:

Em casa tenho uma árvore
Plantada no meu quintal,
Que dá uma fruta linda,
Como outra não há igual.

De ouro é a sua casca
E nasce em pencas, podem crer.
Tão boa, nem tem caroço...
Tudo é para se comer...

Não há quem não goste dela,
Nem menino, nem menina,
E o doutor sempre diz
Que tem muita vitamina.

Não adivinham, pois não?
A árvore é bem brasileira!
Ah! vou dizer-lhes então:
Bananeira! Bananeira!

Autora: Magdalena Léa


A ÁRVORE

"Criança, a árvore merece
A nossa estima sincera
Dá frutos doces no outono
E flores na primavera.

Nunca maltrates uma árvore
A quem tudo nós devemos
Desde a madeira da porta
Ao lápis com que escrevemos.

Na sombra da árvore amiga
Pensa bem no teu destino
Pois dela foi feito
O teu berço pequenino."

Autor: Raul Aroeira Serrano


A ÁRVORE

A Natureza perfeita e maviosa,
Trás em seu meio, destaque especial...
É a árvore de feitio e folhas mimosas,
Que doam à natureza, toque diferencial!
A árvore doa a sombra e a paz celestial!

Árvores folhosas, frutíferas e floridas,
Sem exceção são úteis às procriações.
Mais afortunado que o ouro de Midas,
A árvore colírio, aclara imaginações!

Aprecie a árvore como sinal de vida.
Vendavais se enfraquecem ante dela;
Agarradiça à terra persiste unida,
Concebendo ao conjunto, belas entretelas.

Em dias quentes de calor sufocante,
Deite sob a árvore de costa em relvas,
Repare nos galhos e nos ramos elegantes,
E, verás o porquê em preservar as selvas.

Árvores e a fotossíntese no Planeta Terra,
Mesclam a natureza promovendo o ar puro.
Findar queimadas não é simples quimera,
Uno ao bom senso, viveremos o bom futuro!

Árvore bendita nasceu bem concebida!
Com certeza é a rainha da natureza,
Ninguém duvida, é o exemplo à vida!!!
* Árvores plantadas, natureza assegurada...

Autor: Manuel de Almeida (Manal)

Webdesigner: Lika Dutra

Qual a sua opinião sobre esta matéria?
Envie suas críticas e sugestões.

Clique aqui

Deseja enviar esta página para um "Velho Amigo"?
Clique Aqui

<< Clique Aqui para voltar