8 DE MARÇO

DIA INTERNACIONAL DA MULHER

TEXTOS E POESIAS ENVIADOS PELOS NOSSOS "VELHOSAMIGOS"


MULHERES MARAVILHOSAS!...
Autor: Carlos Drummond de Andrade
Enviado por: Rutenio Mendes

F COMME FEMME
Autor: Salvatore Adamo
Enviado por: Heloisa

POEMA FEMININO
Autor: não mencionado
Enviado por: Dora Regina

EL SOMBRERO ROJO
Autor: não mencionado
Enviado por: Zeca Pizzolato

O MUNDO É FEITO DE DIVERSOS TIPOS DE MULHERES...
Autora: Bete Angelim
Enviado por: Maria Edineusa Silva

A TI, MULHER!...
Autor: Fernando Reis Costa

FERTILIDADE NA IDADE DA LOBA
Autora: Carolina Ynterian

A VERDADEIRA HISTÓRIA DA MULHER
Autor: Não mencionado
Enviado por: Nanci Santiago

MULHER
Enviado por: Anna Eliza

NÃO ME INCOMODO SE TE INCOMODAR
Autora: Mírian Warttusch

A BELEZA DA MULHER
Autora: Sandra Mamede
Enviado por: Neuza C. de Campos

UMA CARTA PARA MARIA
Autor: Betinho
Enviado por Zeca Pizzolato

FELIZ DIA DAS MULHERES
Autor: Não mencionado
Enviado por : Eliana Bussinger

JUNTOS CELEBRANDO A MULHER...
Autora: Maria Regina de Andrade Corrêa da Câmara

MULHER: OBRA-PRIMA DA CRIAÇÃO!
Autor: James Assaf
Enviado por: Odelmo Texeira

FLORES PARA A FLOR MULHER
Autora: Cleide Canton
Enviado por: Cleto Paiva

RECEBAM FLORES
Autora: Leila Ossola

MULHER, ACREDITE EM VOCÊ!
Enviado por: Karina Barros

A VOCÊ MULHER,
Autora: Maria Loussa

MULHER...
Autora: Thais S Francisco
Enviado por: Lena Viola

DIFERENÇA ENTRE FORÇA E CORAGEM
Autor: Não mencionado
Enviado por: Janaína Arruda

MULHERES, APAIXONEM-SE!
Autora: Silvane Sabóia
Enviado por: Dejanira/Nira

UM SOL DIFERENTE
Autor: Não mencionado
Enviado por: Mira Scopeta

MULHER - UMA QUESTÃO DE GÊNERO
Autora: Macira Régia
Enviado por: Luiz Maia



MULHERES MARAVILHOSAS

A Mãe e o pai estavam assistindo televisão, quando a Mãe disse: - "Estou cansada e já é tarde, vou me deitar".

Foi à cozinha fazer uns sanduíches para o lanche o dia seguinte na escola, passou uma água nas taças das pipocas, tirou carne do freezer para o jantar do dia seguinte, confirmou se as caixas dos cereais não estavam vazias,

encheu o açucareiro, pôs as e talheres na mesa e preparou a cafeteira do café
para estar pronta para ligar no dia seguinte.
Pôs ainda umas roupas na máquina de lavar,

Passou uma camisa a ferro
e pregou um botão que estava caindo.
Guardou umas peças do jogo
que ficaram em cima da mesa,
e pôs a agenda do telefone no lugar.

Regou as plantas, despejou o lixo e pendurou uma toalha para secar.
Bocejou, espreguiçou-se, e foi para o quarto.

Parou ainda no escritório e escreveu uma nota para o professor do filho, pôs num envelope junto com o dinheiro para pagamento de uma visita de estudo, e apanhou um caderno que estava caído debaixo da cadeira.

Assinou um cartão de aniversário
para uma amiga,

selou o envelope, e fez uma pequena lista para o supermercado.
Colocou ambos perto da carteira.
Nessa altura o Pai disse lá da sala:
"Pensei que você tinha ido se deitar".

- "Estou a caminho", respondeu ela.
Pôs água na tigela do cão e chamou o gato para dentro de casa.
Certificou-se de que as portas estavam fechadas.

Espreitou para o quarto de cada um dos filhos, apagou a luz do corredor,
pendurou uma camisa,
atirou umas meias para o cesto da roupa suja,
e conversou um bocadinho com o mais velho que ainda estava estudando.

Já no quarto, acertou o despertador,
preparou a roupa para o dia
seguinte e arrumou os sapatos.
Depois lavou o rosto, passou creme,
escovou os dentes
e acertou
uma unha quebrada.

A essa altura, o pai desligou a televisão e disse: - "Vou me deitar"
E foi... sem mais nada.

Notaram aqui alguma coisa de extraordinário?
Ainda perguntam por que é que as mulheres vivem mais... e são tão MARAVILHOSAS?
Porque são mais fortes ... Feitas para resistir....

Autor: Carlos Drummond de Andrade,
Enviado por: Rutenio Mendes

F COMME FEMME

Elle est éclose un beau matin
Au jardin triste de mon cœur
Elle avait les yeux du destin
Ressemblait-elle à mon bonheur ?
Oh, ressemblait-elle à mon âme ?
Je l'ai cueillie, elle était femme
Femme avec un F rose, F comme fleur

Elle a changé mon univers
Ma vie en fut toute enchantée
La poésie chantait dans l'air
J'avais une maison de poupée
Et dans mon cœur brûlait ma flamme
Tout était beau, tout était femme
Femme avec un F magique, F comme fée

Elle m'enchaînait cent fois par jour
Au doux poteau de sa tendresse
Mes chaînes étaient tressées d'amour
J'étais martyre de ses caresses
J'étais heureux, étais-je infâme ?
Mais je l'aimais, elle était femme

Un jour l'oiseau timide et frêle
Vint me parler de liberté
Elle lui arracha les ailes
L'oiseau mourut avec l'été
Et ce jour-là ce fut le drame
Et malgré tout elle était femme
Femme avec un F tout gris, fatalité

À l'heure de la vérité
Il y avait une femme et un enfant
Cet enfant que j'étais resté
Contre la vie, contre le temps
Je me suis blotti dans mon âme
Et j'ai compris qu'elle était femme
Mais femme avec un Faîlé, foutre le camp

Autor: Salvatore Adamo

Enviado por: Heloisa

POEMA FEMININO 
Que mulher nunca teve
Um sutiã meio furado,
Um primo meio tarado,
Ou um amigo meio veado?

Que mulher nunca tomou
Um fora de querer sumir,
Um porre de cair
Ou um Lexotan para dormir?

Que mulher nunca sonhou
Com a sogra morta, estendida,
Em ser muito feliz na vida
Ou com uma lipo na barriga?

Que mulher nunca pensou
Em dar fim numa panela,
Jogar os filhos pela janela
Ou que a culpa era toda dela?
 
Que mulher nunca penou
Para ter a perna depilada,
Para aturar uma empregada
Ou para trabalhar menstruada?

Que mulher nunca comeu
Uma caixa de Bis, por ansiedade,
Uma alface, no almoço, por vaidade
Ou, um canalha por saudade?

Que mulher nunca apertou
O pé no sapato para caber,
A barriga para emagrecer
Ou um ursinho para não enlouquecer?
Que mulher nunca jurou
Que não estava ao telefone,
Que não pensa em silicone
Que 'dele' não lembra nem o nome?
 
Só as mulheres para entenderem o significado deste poema!
'Se todo homem é igual, porque a gente escolhe tanto???'
'Príncipe encantado que nada...
Bom mesmo é o lobo-mau!!
Que te ouve melhor...
Que te vê melhor...
E ainda te come!!!'
 
Mandem para mulheres que precisam rir
ou para homens que possam lidar com essa realidade!!!!!

Autor não mencionado
Enviado por Dora Regina


EL SOMBRERO ROJO

La mirada femenina en el espejo.

A los 2 años se mira al espejo y se ve una reina.

A los 7 años se mira y se ve como Cenicienta o como la Bella Durmiente.

A los 14 años se mira cómo se está haciendo “señorita” se ve gorda, con puntitos negros y horrible.

“No puedo salir con esta facha”.

A los 20 años se mira y se ve muy gorda,
muy flaca,
muy baja,
muy alta,
muy crespa,
muy lacia...
Pero decide salir de todas maneras.

A los 30 años se mira y se ve muy gorda,
muy flaca,
muy baja,
muy alta,
muy crespa,
muy lacia...
Pero decide que no tiene tiempo para solucionarlo y sale de todas formas.

A los 40 años se mira y se ve muy gorda,
muy flaca,
muy baja,
muy alta,
muy crespa,
muy lacia...
Pero dice “estoy viva” ...y sale de todos modos.

A los 50 años se mira y dice: “por fin soy yo”.
Sale y va donde quiere y le parece mejor.

A los 60 años se mira y se acuerda de todas las personas que ni siquiera se pueden ver más en el espejo...
Sale y conquista el mundo.

A los 70 años se mira y ve sabiduría, alegría y habilidad...
Sale y aprovecha la vida lo mejor que puede.

A los 80 ni se preocupa por mirarse al espejo.
Simplemente se pone un sombrero rojo y sale al mundo a divertirse.

Regalemos  este  mensaje  a  mujeres  que estén  cerca  nuestro.  No les parece que debemos ponernos el sombrero un poco antes?
Quizás  debamos estar menos pendientes de la apariencia  y abrir  más el corazón.
Quizás debemos disfrutar más de cada instante y compartir el tiempo con los que amamos.

Un gran abrazo a esas maravillosas MUJERES que son mis amigas.

Autor: não mencionado
Enviado por: Zeca Pizzolato


O MUNDO É FEITO DE DIVERSOS TIPOS DE MULHERES...

Mulheres que curam com a força do seu amor...
Mulheres que aliviam dores com a sua
compaixão...
Mulheres que cantam o que a gente sente...
Mulheres que escrevem o que a gente sente...
Mulheres glamourosas...
Mulheres maravilhosas...
Mulheres que fazem a gente rir...
Mulheres batalhadoras...
Mulheres Talentosas...

O Mundo também é feito por outro tipo de
Mulheres, nem tão conhecidas ou famosas...

Mulheres que deixam para trás o que têm,
Em busca de uma vida nova...
Mulheres que, todos os dias, se encontram diante
De um novo começo...
Mulheres que sofrem diante das injustiças...
Mulheres que sofrem diante de perdas
Inexplicáveis...
Mães...
Mulheres que devem se submeter a regras...
Mulheres que se perguntam qual
Será o seu destino...
Mulheres em cuja face estão escritos
Todos os dias de sua vida.

O Mundo é feito de

EULENE , MARA, MARGARIDA, ANTONIA
TEREZA, REGINA , KARLA, VERÔNICA,
GRASIELA, JEANY, GENI .....
TODAS mulheres especiais...

Todas mulheres tão bonitas quanto
Qualquer Estrela,
Porque lutam todos os dias para fazer do
Mundo um lugar legal pra se viver.

Parabéns... Mulheres...Mães...

Autora: Bete Angelim
Enviado por: Maria Edineusa Silva


A TI, MULHER!... 

A ti, Mulher...
Que nasceste para amar e ser amada,
Criada p'ra dar vida à própria vida;
E que és tantas vezes maltratada
Nesta sociedade louca e corrompida…

A ti, Mulher…
Que negados vês ainda alguns direitos
E te oprimem da suma liberdade,
Como se fosses serva fiel da sociedade
Neste mundo sujo em preconceitos…

A ti, Mulher…
Que pela natureza tu és bênção querida…
E em teu peito tens o leito e dás guarida
À ternura, ao carinho e ao amor…

A ti, Mulher…
Quero exaltar o teu real valor…
Não hoje simplesmente, aqui, agora!
Mas…que o Dia da Mulher – o seja sempre:
- Hoje, amanhã, e a toda a hora,
E te libertes das garras do furor
Desta sociedade incompetente e corroída!

A ti, mulher…
Baixa, alta, branca, negra, magra, obesa…
Flor, fruto e semente que dás vida à própria vida;
Que és do carinho e do amor rainha de beleza
Obra-prima e divina da própria Natureza,
Mulher, filha, esposa, mãe ou avó querida…

A ti, Mulher…
- E sem favor - … Eu quero exaltar
Nos versos que declamo em teu louvor:
- Curvo-me perante ti, Mulher, por seres quem és!
- Deixo estes humildes versos a teus pés!
E neles… em cada palavra uma flor!

Autor: Fernando Reis Costa


Fertilidade na idade da loba

Enquanto se vive, sempre há tempo para tudo. Esse ditado popular pode valer para muitas situações, mas definitivamente não se aplica quando o assunto é maternidade. Nesse quesito, o tempo é implacável. Mesmo com os avanços fantásticos ocorridos nos últimos anos na medicina, especificamente na área de reprodução humana, e com a constatação de que estamos vivendo mais em comparação ao passado - na época dos faraós, no Egito antigo, poucas pessoas chegavam aos 45 anos e hoje, segundo o IBGE, a expectativa média de vida gira em torno dos 72 anos - ainda existem limitações para as mulheres que querem engravidar na fase madura, também chamada de idade da loba. Não adianta. Não tem acordo.

Apesar das várias conquistas no campo profissional - podemos ser engenheiras, físicas nucleares, motoristas de táxi, presidentes de empresas e exercer várias outras ocupações que eram de domínio exclusivo dos homens -, e de vitórias importantes no campo pessoal - temos a liberdade de viver a nossa sexualidade como bem entendemos, o que era impensável há apenas poucas décadas -, a biologia não nos acompanhou no mesmo compasso. A realidade tem confirmado que o tempo é mesmo um fator limitador. Se para uma mulher jovem a chance de engravidar por ciclo é de 30%, para as balzaquianas esse percentual cai para 20%. Após os 40 anos, apenas 5% terão filhos naturalmente. É injusto, não há dúvida. Numa época em que há tanto para se fazer, em que (quase) tudo é permitido, em que a cosmética evoluiu a ponto de contribuir para que possamos parecer mais belas e jovens por mais tempo, não é de se admirar que uma mulher acabe postergando a maternidade. O universo de possibilidades se expandiu e, com isso, nada mais natural do que querer tornar-se múltipla. E nesse afã de tentar abraçar o mundo com as mãos, o tempo passa muito mais rápido do que conseguimos perceber e quando finalmente o despertador do relógio biológico toca, vemos que estamos próximas aos 40 minutos do segundo tempo, quando as possibilidades de marcar o tão sonhado gol diminuem drasticamente e podem até inexistir sem a ajuda de um técnico experiente.

A boa notícia é que as mulheres que querem ser mães já contam com vários e excelentes "técnicos", ou seja, médicos, muitos dos quais reconhecidos internacionalmente e experts em reprodução assistida e que utilizam as mais variadas técnicas de reprodução, que se aperfeiçoam a cada dia. Em muitos casos, as chances de sucesso são grandes. Mas mesmo assim, requerem boa dose de paciência, determinação e repetição exaustiva das tentativas. Pessoalmente não passei por isso e tenho duas lindas filhas. Mas conheço muitas mulheres que não tiveram a mesma sorte. Sei como pode ser frustrante e sofrido o processo de querer engravidar e precisar passar por uma verdadeira maratona para transformar o sonho em realidade. Se isso já é complicado para as mulheres jovens, que também apresentam essa dificuldade mas que têm o tempo a seu favor, imagine para as que já passaram dos 40, em que cada dia faz, de fato, diferença.

É importante saber que hoje existem ferramentas mais práticas e fáceis de usar que podem auxiliar as mulheres a monitorar seus períodos de fertilidade. Um dos exemplos é um auto-teste que pode ser comprado em farmácia e que tem como trunfo o de ser um importante aliado, não só da mulher que está tentando engravidar, mas também do médico que a está auxiliando nesse processo. Com ele, a mulher pode saber quando está em seu período fértil, com margem de acerto superior a 99%, porque consegue detectar qualitativamente o aumento do Hormônio Luteinizante (LH) que ocorre por um breve período, no meio do ciclo menstrual. Esse aumento, chamado de pico do LH e que pode ser identificado na urina, é o causador da ovulação. Saber quando isso acontece, com alta margem de acerto, pode reduzir em muito o tempo gasto em tentativas de engravidar.

Através de testes como esse, a mulher sabe quando está fértil e se tiver relações sexuais nesse período, suas chances de sucesso aumentam consideravelmente. Como bioquímica, especializada em biologia molecular, sei que o auto-teste é apenas uma ferramenta coadjuvante no complexo processo de reprodução, mas seu uso pode contribuir para que uma mulher realize o sonho de ser mãe. Lobas ou gatinhas, conservadoras ou modernas, profissionais ou donas-de-casas, ousadas ou tímidas, não importa em qual grupo se encaixem, todas igualmente merecem concretizar este belo projeto. Que a natureza e a ciência as abençoe nessa caminhada.

Autora: Carolina Ynterian


A VERDADEIRA HISTÓRIA DA MULHER

Conta uma lenda que no principio do mundo,
quando Deus decidiu criar a mulher, viu
que havia esgotado todos os materiais sólidos no homem e não tinha mais do que dispor.

Diante deste dilema e depois de uma profunda meditação, fez isso:

Pegou a forma arredondada da lua,
as suaves curvas das ondas,
a terna aderência das bromélias,
o tremulo movimento das folhas,
a forma esbelta da palmeira,
a nuance delicada das flores,
o amoroso olhar do cervo,
a alegria do raio de sol
e as gotas do choro das nuvens, a inconstância do vento
e a fidelidade do cão,
a timidez da tartaruga
e a vaidade do pavão,
a suavidade da pena do cisne,
e a dureza do diamante,
a doçura da pomba
e a crueldade do tigre,
o ardor do fogo
e a frieza da neve.

Misturou ingredientes tão diferentes,
formou a mulher e deu ao homem.

Depois de uma semana veio o homem e lhe disse:
- Senhor, a criatura que você deu me faz desgostoso,
- quer toda minha atenção,
- nunca me deixa sozinho,
- fala sem parar,
- chora sem motivo,
- se diverte em me fazer sofrer
- e venho a devolve-lá porque NÃO POSSO VIVER COM ELA.

“Bem”, respondeu Deus e pegou a mulher.
Se passou outra semana, o homem voltou e lhe disse:
Senhor, me encontro muito sozinho desde que eu devolvi a criatura que fizeste para mim, ela cantava e brincava ao meu lado,
me olhava com ternura e o seu olhar era uma carícia, ria e seu riso era música,
era bonita de se ver e suave ao tato.
Devolvame-a, porque NÃO POSSO VIVER SEM ELA.

Autor: Não mencionado
Enviado por: Nanci Santiago

MULHER

Que a estrada se erga ao encontro de seu caminho...
Que o vento esteja sempre às suas costas...
Que o sol brilhe quente sobre sua face...
Que a chuva corra suave sobre seus campos e, até que nos encontremos de novo...,
Que Deus te ilumine e te guarde na palma de suas mãos...
Benção Irlandesa.

Enviado por: Anna Eliza

NÃO ME INCOMODO SE TE INCOMODAR

O bom ditado já diz: Quem estiver incomodado, que se mude...

Se fiz por merecer o meu status, se espelha, e muda de atitude.

Jamais me incomodou aquele que ascendeu, aquele que brilhou

Apenas me espelhei no que na vida vi melhor... e aqui estou...

Nenhuma vaidade, pois isto é destrutivo, e não nos leva a nada

Mas tenho que reconhecer que fiz por merecer ser hoje respeitada.

Se te incomodo, paciência... não foi isso que despertou meu interesse,

Mas sim deixar um bom exemplo pra que tu também crescesse

Se preferes, ao contrário, remoer a tua inveja desaproveitada,

Já dei o meu conselho...se não aceitar...isto não me incomoda em nada!

Autora: Mírian Warttusch

A BELEZA DA MULHER

"A beleza de uma mulher não está nas roupas que ela usa, na imagem que ela carrega, ou na maneira que ela penteia os cabelos.
A beleza de uma mulher tem que ser vista a partir dos seus olhos porque essa é a porta para o seu coração, o lugar onde o amor reside.

A beleza de uma mulher não está nas marcas do seu rosto, a verdadeira beleza de uma mulher está refletida na sua alma, no cuidado que ela amorosamente tem pelos outros, a paixão que ela demonstra.

A beleza de uma mulher com o passar dos anos, apenas cresce!"

Autor: Não mencionado

Por isso tudo, viva a mulher, não somente no dia 8 de março (dia da mulher), não somente no segundo domingo do mês de maio (dia das mães), não somente no dia das avós (que é mãe e mulher duas vezes).

Mas sim, viva a mulher, todos os dias, todas as horas, todos os minutos e todos os segundos, porque a "mulher" é sempre "mulher" todo o tempo.

Autora: Sandra Mamede

Para você mulher, a minha homenagem sincera com muito carinho!

Enviado por: Neuza C. de Campos

UMA CARTA PARA MARIA

Carta escrita por Herbert de Souza (Betinho) para sua mulher Maria e lida, um ano após sua morte, pelo ator Jonas Bloch, durante a cerimônia no CCBB:
"Este texto é para Maria ler depois da minha morte que, segundo meus cálculos, não deve demorar muito. É uma declaração de amor.
Não tenho pressa em morrer, assim como não tenho pressa em terminar esta carta. Vou voltar a ela quantas vezes puder e trabalhar com carinho e cuidado cada palavra. Uma carta para Maria tem que ter todos os cuidados. Não quero triste, quero fazer dela também um pedaço de vida pela via de lembrança que é a nossa eternidade.

Nos conhecemos nas reuniões de AP (Ação Popular), em 1970, em pleno Maoísmo. Havia uma clima de sectarismo e medo nada propício para o amor. Antes de me aventurar andei fazendo umas sondagens e os sinais eram animadores, apesar de misteriosos. Mas tínhamos que começar o namoro de alguma forma. Foi no ônibus da Vila das Belezas, em São Paulo. Saímos em direção ao fim da linha como quem busca um começo. E aí veio o primeiro beijo, sem jeito, espremido, mas gostoso, um beijo público.

A barreira da distância estava rompida para dar começo a uma relação que já completou 26 anos! O Maoísmo estava na China, nosso amor na São João. Era muito mais forte que qualquer ideologia. Era a vida em nós, tão sacrificada na clandestinidade sem sentido e sem futuro. Fomos viver em um quarto e cozinha, minúsculos, nos fundos de uma casa pobre, perto da Igreja da Penha. No lugar cabia nossa cama, uma mesinha, coisas de cozinha e nada mais. Mas como fizemos amor naquele tempo! Foi incrível e seguramente nunca tivemos tanto prazer.

Tempos de chumbo, de medo, de susto e insegurança. Medo de dia, amor de noite. Assim vivemos por quase um ano. Até que tudo começou "cair". Prisões, torturas, polícia por toda a parte, o inferno na nossa frente. Fomos para o Chile. E ali, chamado por Garcez para elaborar textos, acabei no agrado de Allende, que os usou em seus discursos oficiais. Foi a primeira vez que eu vi amor virar discurso politico...

Depois passamos por muita coisa até voltar. Até que a anistia chegou e nos surpreendeu. E agora, o que fazer com o Brasil? Foi um turbilhão de emoções: o sonho virou realidade! Era verdade, o Brasil era nosso de novo. A primeira coisa foi comer tudo que não
havíamos comido no exílio: angu com galinha ao molho pardo, quiabo com carne moída, chuchu com maxixe, abóbora, cozido, feijoada. Um festival de saudades culinárias, um reencontro com o Brasil pela boca.

Uma das maiores emoções da minha vida foi ver o Henrique surgindo de dentro de você. Emoção sem fim e sem limite que me fez reencontrar a infância. Depois do exílio, nossas vidas pareciam bem normais. Trabalhávamos; viajávamos nas férias, visitávamos os amigos, o Ibase funcionava, até a hemofilia parecia que havia dado uma trégua. Henrique crescia, Daniel aos poucos se reaproximava de mim, já como filho e amigo.

Mas como uma tragédia que vem às cegas e entra pelas nossas vidas, estávamos diante do que nunca esperei. A Aids. Em 1985, surge a notícia da epidemia que atingia homossexuais, drogados e hemofílicos. O pânico foi geral. Eu, é claro, havia entrado nessa. Não bastava ter nascido mineiro, católico, hemofílico, maoísta e meio deficiente físico. Era necessário entrar na onda mundial, na praga do século, mortal, definitiva, sem cura, sem futuro e fatal. E foi aí que você, mais do que nunca, revelou que é capaz de superar a tragédia, sofrendo, mas enfrentando tudo e com um grande carinho e cuidado.

A Aids selou um amor mais forte e mais definitivo porque desafia tudo, o medo, tentação do desespero, o desânimo diante do futuro. Continuar tudo apesar de tudo, o beijo, o carinho e a sensualidade. Assumi publicamente minha condição de soropositivo e você me acompanhou. Nunca pôs um "senão" ou um comentário sobre cuidados necessários. Deu a mão e seguiu junto como se fosse metade de mim, inseparável. E foi.

Desde os tempos do cólera, da não esperança, da morte do Henfil e Chico, passando pelas crises que beiravam a morte até o coquetel que reabria as esperanças. Tempo curto para descrever, mas uma eternidade para se viver.

Um dos maiores problemas da Aids é o sexo. Ter relações com todos os cuidados ou não ter? Todos os cuidados são suficientes ou não se deve correr riscos com a pessoa amada? Passamos por todas as fases, desde o sexo com uma ou duas camisinhas até sexo nenhum, só carinho. Preferi a segurança total ao mínimo risco. Parei, paramos e sem dramas, com carências, mas sem dramas, como se fosse normal viver contrariando tudo que aprendemos como homem e mulher, vivendo a sensualidade da música, da boa comida, da literatura, da invenção, dos pequenos prazeres e da paz. Viver é muito mais que fazer sexo. Mas para se viver isso, é necessário que Maria também sinta assim e seja capaz dessa metamorfose como foi. Para se falar de uma pessoa com total liberdade é necessário que uma esteja morta e eu sei que este será o meu caso. Irei ao meu enterro sem grandes penas e principalmente sem trabalho, carregado. Não tenho curiosidade para saber quando, mas sei que não demora muito.

Quero morrer em paz, na cama, sem dor, com Maria do meu lado e sem muitos amigos, porque a morte não é ocasião para se chorar, mas para celebrar um fim, uma história. Tenho muita pena das pessoas que morrem sozinhas ou mal acompanhadas, é morrer muitas vezes em uma só. Morrer sem o outro é partir sozinho. O olhar do outro é que te faz viver descansar em paz. O ideal é que pudesse morrer na minha cama e sem dor, tomando um saquê gelado, um bom vinho português ou uma cerveja gelada.
Te amo para sempre,
Itatiaia, janeiro de 1997"

Autor: Betinho
Enviado por: Zeca Pizzolato

FELIZ DIA DAS MULHERES

Amanhã

Amanhã fico triste.
Amanhã.
Hoje não.
E todos os dias
Por mais amargos que sejam
Eu digo:
Amanhã fico triste.
Hoje não!

Um grande abraço nesse dia especial!

Autor: Não mencionado
Econtrado na parede do dormitório das crianças no campo de extermínio em Auschwitz
Enviado por: Eliana Bussinger

JUNTOS CELEBRANDO A MULHER...

No mês de março, ocasião em que as atenções estão voltadas para a mulher, pensamos ser oportuno, em breves palavras recordar como foi seu ingresso no Rotary Internacional.
Passaram-se 84 anos desde a criação de R.1. (em 1905, em Illinois, Chicago, EUA, por Paul Harris) para que o Conselho de Legislação fizesse a mudança nos Estatutos, substituindo na frase “será integrado por pessoas do sexo masculino”, a expressão “do sexo masculino”, por “será integrado por adultos”.
Foi no ano de 1989.
No Brasil, nosso clube, o número um em língua portuguesa no mundo, foi criado em 1922; portanto, 67 anos depois.
As primeiras mulheres que ingressaram foram: Brigitte Barreto, Chaja Ruchla Schulz (Rachel) e Dora Martins de Carvalho, em 27-09-1989.
Abriram-se, então, a partir daí, as portas para que a mulher se tornasse rotariana. Ficando também evidenciado o reconhecimento e dignificação dela como elemento unificador. Dando a ela liberdade para ser e vazão às suas potencialidades.
Nosso pensamento volta-se com emoção e profunda gratidão para todas aquelas que lutaram obsessivamente por esta causa.
E nossa homenagem concentra-se na pessoa de Eugênia Hamann, brasileira, esposa de Christiano Hamann, sócio representativo do R.C. do Rio de Janeiro, que nos idos de 1934, época em que a mulher não tinha expressão na sociedade, lançou, através de carta “Um brado – Porquê Paul Harris?” questionando a presença feminina em Rotary.
Ainda hoje, em pleno século XXI, não só no Brasil, como em outros países, há clubes que não permitem associadas em seus quadros.
Gostaríamos de lembrar que, a mulher, sendo cúmplice de seu esposo, com naturalidade, atuava nos bastidores de forma invisível.
Hoje, ela tornou-se visível.
Apresentamos alguns dados estatísticos após rápida pesquisa:
Rotarianas no mundo – em torno de 171.336
Rotarianas no Brasil – em torno de 8.312
Governadoras de Distrito no mundo – em torno de 457.
Governadoras de Distrito no Brasil – em torno de 16.
A 1ª Governadora de Distrito do Brasil foi Adélia Antonieta Villas, 1998/1999, associada do RCRJ Guanabara, Distrito 4570.
A 1ª presidente do RC do Rio de Janeiro, Christa Bohnhof-Grühn (2001-2002).
E para terminar, queremos revelar que é um privilégio para nós, mulheres, termos conquistado a oportunidade de conviver com gentis, amáveis e educados companheiros.
Procurando lidar com as diferenças, exercitando o diálogo, compartilhando em todos os momentos, de mãos dadas, unidos através desta parceria saudável, respeitosa, criativa, inteligente e amiga, lutamos juntos incansavelmente em busca dos objetivos do Rotary, desenvolvendo projetos importantes e produtivos com excelentes resultados.
Somos felizes.
Estamos todos de parabéns.

Autora: Maia Regina de Andrade Corrêa da Câmara

MULHER: OBRA-PRIMA DA CRIAÇÃO!

Falar da mulher é falar da mais sensível obra da criação de Deus. "Auxiliadora idônea" do homem! Assim, desde o princípio, a mulher não seria apenas uma companheira, mas uma auxiliadora; dentre outros sinônimos: auxiliar significa socorrer.

Deus capacitou a mulher para gerar vida, dom divino. Alguém pode imaginar, não sendo ligado à medicina, quais as transformações que existem no organismo da mulher a partir da concepção, (fecundação) parto e amamentação? A narrativa das etapas é uma verdadeira odisséia.

Pela mão divina, experimenta com louvor, a supremacia do dom de amar sem limites. A mulher foi cuidadosamente tratada pelo criador como uma obra da mais refinada arte com efetivo desvelo. Doce, suave, sutil e carinhosa: loucura de todo o homem "Adão"!

A espiritualidade da mulher tem se destacado perante os homens, elas têm sustentado pela fé, muitas adversidades na família. Por isso tem fator preponderantemente edificante.

Judite, Ester, Ana, Priscila, Madalena (...) e N. Senhora, Madre Tereza (...) E tantas outras mulheres que vieram antes e após, que glorificam a criação.

Mas, não fica apenas assim; hoje, dividem com igualdade todas atividades humanas e com uma particularidade marcante: a sensibilidade. Nas decisões importantes, não somente a razão, tipicamente masculina, mas o coração, fator que desequilibra todas as estruturas resistentes.

Parabéns para todas as mulheres!

Autor: James Assaf
Enviado por: Odelmo Texeira

FLORES PARA A FLOR MULHER

Flor para ti, Mulher!
Hoje não é um dia qualquer.

Muitas rosas amarelas
para a mulher-mãe
que o filho embala no mundo em aquarelas.
Muitas rosas brancas especiais
para ti, mamãe, acima das mães normais.

Violetas perfumadas
para as mulheres-filhas, tão esperadas.
Às mulheres-mestras inesquecidas,
imenso ramo de margaridas.
Um vaso de miosótis reluzente
à mulher-avó na eternidade presente.

Rosas vermelhas, muitas delas,
para as mulheres-amantes, sempre cinderelas.
À mulher-amiga, a mais sincera,
alguns cravos cheirando à primavera.
Orquídeas sedutoras
para as mulheres-escritoras.

Para mulher-guerreira corajosa
muitas palmas cor-de-rosa.
Dúzias de amores-perfeitos
para as mulheres que lutam por seus direitos.
Lírios de São José
para todas as mulheres de fé.

As flores das laranjeiras
para mulheres-prisioneiras.
Um buquê de todas as flores,
num misto de muitos odores
e por laços guarnecidas
ofereço, com todo o carinho,
às mulheres-esquecidas.

Autora: Cleide Canton
Enviado por: Cleto Paiva

RECEBAM FLORES

Hoje, dia Internacional da Mulher, todas merecem receber flores... não apenas aquelas que desabrocham num lindo jardim e são colhidas para serem ofertadas ou mesmo as que são encontradas nas floriculturas...

Flores que possam ter um significado maior, flores que possam representar a amizade, o carinho, o respeito, o amor, o profissionalismo, a autoconfiança, a misericórdia, a beleza interior, a alegria, a paz, a candura, a solidariedade, todos os frutos do espírito e da alma ...

Flores que possam ser colhidas no jardim da vida de cada uma de nós...

Flores que possam ter sido cultivadas depois de muita tempestade, muitos problemas, muitas superações...

Flores cujas pétalas não caiam facilmente devido a qualquer vento mais forte que sopre nas nossas vidas...

Flores que sejam perfumadas como as rosas mas que tenham a elegância das orquídeas , a alegria das margaridas e a durabilidade das sempre-vivas...

Flores que sejam coloridas como as azaléias, as marias-sem-vergonha, as papoulas e tulipas e que possam, com suas infinitas matizes, colorir o dia-a-dia de cada uma de nós, mesmo que os dias por vezes sejam tristes e cinzentos...

Flores que sejam singelas como o lírio dos campos...

Flores que, independentemente do nome que possam ter, sejam fortes, firmes, não perecíveis... sejam brasileiras ou internacionais...floresçam no verão árido, no inverno, no campo ou em estufa...

Sim, hoje as Mulheres merecem flores... talvez flores que elas mesmas colham, por tudo que fizeram em suas vidas desde o momento em que vieram ao mundo e a médica/o disse: é uma menina... mais uma flor!!!

Vamos nos presentear com flores... colocar em nossos cabelos uma flor imaginária, usar um vestido florido, deixar separado um vaso para colocarmos alguma flor que colhamos ou venhamos a receber.
Que tal um perfume floral? ... deixar nossos corações abertos, desabrochando como flores ... E para aquelas pessoas que estiverem ao nosso lado neste dia, nós, as "flores", também iremos ofertar a flor que temos dentro de cada uma de nós.

Que o dia seja lindo, colorido, perfumado como as flores!

Autora: Leila Ossola

MULHER, ACREDITE EM VOCÊ!

Não importa o que é o mundo,
O importante são seus sonhos.
Não importa o que você é,
O importante é o que você quer ser.
Não importa onde você está,
Importa pra onde você quer ir.
Não importa o porquê,
O importante é querer.
Não importa suas mágoas,
O importante mesmo são suas alegrias.
Não importa o que já passou,
O passado? Guarde na sua lembrança.
Nunca pense em julgar.
Não veja, apenas olhe.
Não escute, apenas ouça.
Não toque..., sinta.
Acredite naquilo que quiser.
E, não adianta sonhar,
Se você não lutar.
O mundo é um espelho;
Não seja só o seu reflexo.
Só acreditando num futuro,
Você conseguirá a paz
Para alcançar seus sonhos.
Afinal, o que importa?
Você importa.
Acredite em você!

Enviado por: Karina Barros

A VOCÊ MULHER,

Estamos vivendo novos tempos, tempos modernos para a humanidade. As mudanças surgidas com o novo século trazem enormes desafios e também oportunidades. Neste contexto está também a mulher vivendo uma nova realidade, depois de ter sido revestida, durantes séculos, de discriminação e marginalidade.

Olhando para o passado, vemos o quanto a mulher foi julgada inferior aos homens. Hoje ela tem alcançado mais espaço, que também é seu, posição de igualdade a eles, e até, em alguns casos, superior. Já vivemos o século XX, que foi o século da razão. Agora começamos a viver o século XXI, que já recebeu o título de o "século da mulher", porque aos poucos acontece o reconhecimento do que a mulher pode fazer e o que ela é capaz.

E não é muito afirmar que realmente estamos entrando numa época que a influência da mulher será forte e marcante. Por muito tempo a mulher se viu coberta por um véu negro da ignorância. Vivia num estado de inconsciência de si mesma, de seu valor e do que a cercava. Ela tem conseguido despir o seu corpo cheio de feridas e começa a se refrigerar com o ar regenerador, o vento da liberdade que, sobrando sobre ela, cicatriza tais feridas.
O mundo do patriarcado foi superado e emerge uma nova sociedade consciente do respeito à mulher, a dignidade e a consciência do potencial que ela possui. Nessa nova sociedade não cabem mais as agressões pelo macho, o apedrejamento do mundo muçulmano, nem as castrações por algumas sociedades africanas. Felizmente muitos padrões e falsos valores têm sido quebrados, permitindo o nascimento de uma nova mulher, sobrevivendo dignamente, sendo ela mesma, feliz, luminosa, inteira, corajosa e radiante; superando todos os medos, suas fraquezas, limitações e, sobretudo respeitada.
Todos nós temos limitações e às vezes nos sentimos impotentes, incapazes diante delas. Mas Deus está conosco. É uma atitude louvável reconhecermos nossas limitações. Ao admiti-las estamos aceitando a operação de um Ser Superior sobre nós – Deus. Ele é Senhor de todas as coisas. Ele é quem abre os caminhos e as possibilidades. Todas as limitações que a mulher tem enfrentado como mulher, no decorrer da história, teve muitas soluções com a sua emancipação, através do evento do Cristianismo. Sim, porque através da instrumentalidade de Maria Jesus se fez homem e Salvador.

Graças a Deus o cristianismo veio tocando o belo sino da igualdade, a música solene que envolve a sublime mulher. E não podemos esconder o quanto as mulheres foram úteis, valorizadas, participantes no ministério do Mestre! A vinda do Salvador ao mundo foi através do útero de uma mulher! É importante ressaltar que a mulher doou carne e sangue para que o verbo se humanizasse.
Temos ouvido muitas afirmações que a mulher nunca teve tanta liberdade quanto em nossos dias. A história tem suas oscilações e a mulher já exerceu sua influência na família, fora do lar, na sociedade, por vários períodos da história humana. Ao ler Provérbios 31, vamos encontrar a discrição da mulher ideal, e logo concluiremos que o trabalho feminino em outras áreas, além das atividades domésticas, já remonta a tempos passados, apesar de sua área predominante ser na esfera do lar.
Como já dissemos anteriormente, sempre houve oscilações na história humana e a mulher, vivendo em diferentes contextos, tem experimentado a ampliação de sua liberdade conforme as carências da sociedade. Temos visto a influência da mulher e alguns fatores têm contribuído para isso:
· O menor número de filhos reduz consideravelmente o tempo em que sua presença seja imprescindível no lar;
· A era da comunicação abriu condições para que muitos trabalhos possam ser executados em casa;
· A escassez de empregos levou muitas mulheres aos trabalhos informais;
· As dificuldades econômicas têm desafiado as mulheres a ajudarem nas despesas domésticas, através de um trabalho remunerado, inclusive está se tornando comum essa prática e na grande maioria ela acaba sendo a responsável pela maior renda familiar.

Deus ao criar a mulher estava demonstrando seu carinho e amor ao homem. Este, sozinho, seria incompleto. A partir daí, descobrimos o quanto a mulher é necessária, é importante! A imagem divina está no homem e na mulher. Ao serem criados, o homem e a mulher, Deus os abençoou e deu-lhes a incumbência de cuidar de toda a criação, mas somente à mulher coube o ministério da feminilidade. Dentro dele está a grandeza, o privilégio da maternidade através do qual a mulher desenvolve o plano divino da procriação. E como Deus é o Senhor da história, Ele é quem nos proporciona o espaço e a abertura para exercermos esse dom. O toque feminino é levado a todas as áreas da vida. E também cumprimos o propósito divino, no qual nos baseamos, e podemos nos realizar plenamente como mulheres.
Muitas mulheres, apesar de cultas, bonitas e financeiramente bem de vida, não têm encontrado plenamente sua identidade e nem sua felicidade, porque estão escravizadas pelos padrões da mídia e valores culturais distorcidos. Um exemplo prático que podemos mencionar é o padrão da forma física, estabelecido para que sejam valorizadas. Esse é um aspecto que tem invadido o mercado de trabalho, gerando insegurança, insatisfações, quando muitas não se enquadram nesses esquemas pré-estabelecidos. A mulher para ser bonita tem que ser magra!? Vale ressaltar que a beleza não é só o exterior. Aliás, a maior beleza é a interior, que acaba se revelando exteriormente.

Felizmente a mulher tem descoberto gradativamente o seu valor. Podemos dizer: Graças a Deus! E quanto mais as mulheres fazem essa descoberta, mais se vêem que seus corações fazem girar o mundo. Isto porque elas, além de dar a vida, trazem alegria, esperança, motivação. A mulher, além do apoio à família, dá apoio também aos amigos. Elas estão sempre nos bastidores, mesmo sem serem vistas. Seu trabalho aparece na vida dos homens, no ministério cristão, nos negócios, nas administrações, nas instituições, nos relacionamentos de toda espécie, pois ela tem a capacidade de harmonizar situações e possui uma inteligência que o homem não tem: a inteligência emocional, que faz desenvolver seu potencial.
É interessante observar o crescimento do trabalho feminino no decorrer dos séculos. Do insignificante ao atuante, muita coisa aconteceu, sobretudo porque têm sido vencidos muitos preconceitos. As mulheres têm procurado estar em sintonia com o seu Criador.
Jesus foi o primeiro homem a quebrar os tabus até então existentes. Ao dialogar com a mulher samaritana, Ele rompeu todos os padrões que a sociedade machista impunha às mulheres. Com sua atitude, através deste fato bíblico e histórico, Ele mostrou a igualdade do homem e da mulher.
E você mulher, como se sente hoje?
Triste, alegre ou desanimada, desvalorizada ou menosprezada?
Nossa identidade não é essa. Levante e se firme de pé.
Não podemos depender de situações externas e opiniões dos outros. Na verdade, temos um valor imenso aos olhos de Deus. Ele nos colocou onde quer que estejamos para sermos alguém importante, sermos femininas, sermos mulher e ministrarmos o dom da feminilidade aos que estão ao nosso redor, no lar e fora dele.
Mulheres, já não é mais época de sentirmos ou estarmos pressionadas pela sociedade. Busquemos o conselho divino para o que se quer realizar. Não devemos nos sentir intimidada, pois ao fazermos nossos planos, as respostas vêm do Senhor. Nossa intimidade com Ele nos impede de estarmos tropeçando em circunstâncias negativas e de perdermos a visão.

A luz de Cristo ilumina nossa mente, nosso coração e nosso caminho. A nossa caminhada sem Deus é vacilante e incerta. Com Ele andamos em triunfo!
Nossa identidade está ancorada em Deus. Floresceremos onde nos tem plantado. No decorrer da história Ele tem usado escravos e livres, judeus e gentios, homens e mulheres para cumprir seu plano eterno. Nas mãos de Deus seremos sempre úteis. Mesmo com o passar dos anos precisamos ter o sorriso de menina, pois o enrugar da pele é ínfimo perante a beleza feminina.

Autora: Maria Loussa

MULHER...

Da criação, traz o dom
da transformação, quando geras
do amor consumado,
o ser, que de ti espera a Luz!
Mulher...
gera, carrega, se transforma
e entre lágrimas que a dor confunde,
dá a Luz, Amamenta, Cria, Cuida
de noite, de dia, sem da hora se importar.
Mulher...
divide-se e multiplica-se
nas tarefas que se apresentam,
é guerreira, luta, vence batalhas travadas
contra o preconceito, mostrando ser capaz
da vida, ensinar outras vidas..
Mulher...
que traz dosado, um pouco de tudo..
menina, moça, madura,
é aprendiz, professora até mesmo juiz.
Doutora, enfermeira, executiva,
e do lar, cuida com carinho..
Do botão caído, perdido, logo outro coloca no lugar,
Do vestuário amassado, com seu jeitinho,
alisa, e tudo fica impecável..
Mulher...
mãe, esposa, amante e companheira,
do sexto sentido, faz sua magia
adivinha, surpreende, salva.
Muitas vezes esquece
de si própria, em prol
de sua prole
gerada pelo dom
do Incondicional Amor!.
Mulher...
dia 8 de março
é o marco de sua vitória,
quando mostrou ao mundo
a grandeza de sua força ,em romper
barreiras, superar obstáculos,
lutar pelos direitos adquiridos.
Mulher...
O mundo deve tratá-la com
dignidade, respeito e
Amor!...
Parabéns...Mulher!!!
Hoje é o seu dia, e com certeza,
todos os outros que ainda virão
a cada novo amanhecer!..

Autora: Thais S Francisco
Enviado por: Lena Viola

DIFERENÇA ENTRE FORÇA E CORAGEM

É preciso ter força para ser firme,
mas, é preciso coragem para ser gentil.
É preciso ter força para se defender,
mas, é preciso coragem para baixar a guarda.
É preciso ter força para ganhar uma guerra,
mas, é preciso coragem para se render.
É preciso ter força para estar certo,
mas, é preciso coragem para ter dúvida.
É preciso ter força para manter-se em forma,
mas, é preciso coragem para ficar em pé.
É preciso ter força para sentir a dor de um amigo, mas, é preciso coragem para sentir as próprias dores.
É preciso ter força para esconder os próprios males, mas, é preciso coragem para demonstrá-los.
É preciso ter força para suportar o abuso,
mas, é preciso coragem para fazê-lo parar.
É preciso ter força para ficar sozinho,
mas, é preciso coragem para pedir apoio.
É preciso ter força para amar, mas, é preciso coragem para ser amado.
É preciso ter força para sobreviver, mas, é preciso ter coragem para viver.

Autor: Não mencionado
Enviado por: Janaína Arruda

MULHERES, APAIXONEM-SE!

Cada vez mais chego à conclusão de que somos maravilhosas!
Que tipo de força temos, não sei.
Só sei que nossas almas vieram
de algum lugar abençoado, onde a paz e o perdão imperam.
Mulheres de todos os credos, cores e línguas,
todas são maravilhosas.
Só por um dia queria ser um homem
para sair distribuindo flores a todas
que eu encontrasse na rua.
Flores para aquela que aceita o dia-a-dia
e luta bravamente sozinha,
tentando mostrar aos filhos
que debaixo de suas asas mágicas nada acontecerá, mas que reza escondido,
pedindo a Deus força e saúde para criá-los.
Flores para aquela sonhadora
que nunca encontra o seu par ideal
e que nem sabe que o par ideal
é ela mesma, e a consciência de que se amar é tudo, e acorda, e sorri ao espelho e se dá bom dia, feliz por gostar de si mesma.
Flores para a que sofre calada, como uma grande atriz em que a salva de palmas nunca acontece, e que o seu palco quase não se acende, dando a impressão de que ninguém a vê.
E assim mesmo ela acorda todo santo dia de alma limpa, sem os traços das dores que se avolumam em seu coração, e sorri.
Sorri aos filhos, sorri aos que a rodeiam,
e brinca de teatro pois acha que sua dor incomoda.
Flores para aquela que não se sente amada
na cama fria que a acompanha, no rosto incrivelmente vazio daquele a quem ela dedicou a vida.
Flores para aquela que vive a perdoar os erros e feridas que cobrem sua alma já tão machucada, mas que ainda assim sempre acredita que no próximo dia a paz vai reinar,
e luta bravamente a cada raiar de sol
para que as coisas melhorem num espetáculo de esperança!
Mulheres, baixas, altas, louras, morenas, magras, gordas...
Todas elas santas, românticas ,sensíveis
e tão desconhecedoras da sua própria beleza.
Eu teria sido um homem maravilhoso se eu
nascesse outra vez e tivesse lembranças do que é ser mulher.
Eu abriria a porta do carro a todo instante,
eu levaria flores sem motivo,
eu diria "eu te amo" muitas vezes,
e falaria de coisas românticas ao luar.
E faria sempre do meu dia um
show inacabável de amor!
A vida não é fácil, eu sei,
o espelho é cruel, eu sei, o dia a dia comum e tão glorioso em doações passa desapercebido a muitos, eu sei....
Por isso mulheres, apaixonem-se por si mesmas!
Acordem e digam: Sou maravilhosa!
Todos precisam de mim e eles têm sorte por me ter.
Eu nasci mulher! Que benção!
Obrigada, Deus, por sentir aquele que passa,
por embalar os filhos eternamente,
por saber ter paciência e uma estranha teimosia em ainda sonhar...
De que barro somos feitas?
Barro de pó de estrelas,
misturado ao líquido dos olhos de Deus?
Porque, com certeza, ele chorou ao nos inventar, como se inspirado por uma poesia incrivelmente bela!
Apaixonem-se, mulheres, por si mesmas!
O mundo agradece e as espera!
Parabéns minha querida amiga MULHER!
08/03/07

Autora: Silvane Sabóia
Enviado por: Dejanira/Nira

UM SOL DIFERENTE

Nesse dia eu lhe desejo um sol diferente.
Que apesar de todas as dificuldades,
apesar de algumas tristezas que insistem, que mesmo com essa montanha erguida,
o sol possa ser seu presente mais doce.
Desejo ao seu coração o querer que ele quer.
Que nas palavras que ele sussurra dentro do seu peito, sejam ouvidas aquelas que têm sabor de liberdade.
Que você esteja atenta para o sopro da sua vontade real, e jamais desista dos seus passos em direção à verdade.
Desejo que sua percepção acorde mais plena
no calor de um sol novo e renovador.
Que ele lhe encoraje às atitudes que estão querendo respirar.
Aquelas que sempre são substituídas,
Aquelas que não se arrojam por ter os pesos de conceitos por demais antigos.
Desejo que você aceite seu tempo, seja ele qual for.
Que sinta serenidade na espera necessária
para que a semente plantada brote no tempo certo.
Desejo então que sua flor seja inteira, e mesmo que inicialmente pequena e frágil, ela lhe traga as luzes de uma estrada azul.
Que sua sabedoria esteja desperta aguardando com tranqüilidade o desabrochar da sua flor.
Em paz, em cadência ritmada com o aprendizado que vem chegando.
Em mais suaves permissões a você.
Em muito mais reconhecimento da sua coragem.
Desejo a você um sol diferente neste seu dia.
Espalhando seu sorriso pela densidade das nuvens, simplificando o aspecto complicado de alguns momentos e mostrando-lhe a fonte essencial para sua sede.
Desejo que a cada instante você desnude mais seu coração e deixe que nele vibre em tom maior: O AMOR.
O amor na sua expressão mais simples.
Que não mede, não faz contas e que tem o poder de lhe erguer acima de todas as montanhas escuras.

Autor: Não mencionado
Enviado por: Mira Scopeta

MULHER - UMA QUESTÃO DE GÊNERO

Nascemos fêmeas, gênero feminino e vamos nos tornando mulheres. Como dizia Simone de Beuvoir: “Não nascemos mulheres, nos tornamos mulheres”. Daí, a relevância desse dia conquistado por milhares de mulheres anônimas que vêm fazendo a nossa história com lágrimas, suor e sangue, literalmente, como as que morreram numa fábrica de tecidos, antes pelo padrão machista prevalecente à época, do que pelo fogo que as consumiu, trancafiadas num enorme salão da fábrica.

Todavia, se esse incêndio não foi provocado intencionalmente (até hoje não sabemos), a negligência e estupidez daqueles que trancavam a porta à chave foi intencional e perversa.

Há, ainda, aquelas mulheres queimadas nas fogueiras da inquisição e da intolerância acusadas de bruxarias porque ousaram usar dos seus dons naturais de intuição e sensibilidade. Há as mulheres pobres que vivem em países em desenvolvimento, em regiões de extrema miséria, maltratadas pela fome e pelo abuso de companheiros, muitas vezes violentos, desgastadas que estão pelo número de partos e na peleja da sobrevivência, conseqüência das suas não escolhas. Mulheres que, no anonimato de suas vidas sem perspectivas, ainda ousam ter fé e lutam na busca de saídas do seu ‘status quo’ que não lhe assegura a condição de sujeitos na estagnação que se encontram, face à falta de políticas públicas que lhe garantam dignidade e condições mínimas de cidadania.

Há, também, aquelas que vivem subjugadas a regimes radicais, sem direito à vez nem voz, emudecidas pelas burcas religiosas da ignorância ou excluídas do prazer clitoridiano pela ablação, quando ainda crianças.

Há mulheres e mulheres! Enquanto temos exemplos de inúmeras que buscam se aperfeiçoar no sentido mais estrito do termo, construindo-se como ser humano, buscando o seu melhor em várias áreas de atuação, vemos tristemente proliferar como produto de mercado, da mídia globalizada, mulheres-objeto expostas pelas bundas e peitos, que ostentam como mercadoria de primeira qualidade a ser consumida.

Daí, a ênfase dada à aparência numa maratona de plásticas, lipos, cremes e outros recursos que prometem a juventude eterna. Nada contra aos cuidados físicos que nos mantêm/possibilitam mais beleza, por mais tempo. Afinal, ser bonita é ser cuidada, ter uma alimentação e vida saudável, ter boa aparência. Só que precisamos ter equilíbrio para avaliar o quanto de tempo e de dinheiro estamos gastando com atividades estéticas em detrimento de outras, não visíveis a olho nu, mas que nos garantem neurônios ativos por mais tempo e nos tornam pessoas atraentes aos olhares mais perspicazes e sensíveis.

O cerne da questão é que se tornar mulher passa pelo tornar-se pessoa, pelas várias conquistas cotidianas, pelo enfrentamento dos nossos medos, das nossas dificuldades, fragilidades, por certa ousadia até, no enfrentamento do se assumir, do buscar o que nos torna mais felizes. E o tornar-se mulher implica em compreender a diferença do outro, nosso complemento, gênero masculino e aprender a conviver com ela. Afinal, o nosso maior desafio é vencer as barreiras que nos impedem de crescer, sejam elas sócio-culturais, religiosas ou étnicas, mas sempre fincadas em preconceitos. Enquanto participantes desse processo de crescimento individual e aprendizagem, poderemos criar espaços que acolham o outro pela prática da generosidade e cuidados, adjetivos tão pertinentes ao gênero feminino pela própria imposição biológica.

Autora: Macira Régia
Enviado por: Luiz Maia

Webdesigner: Lika Dutra

Para acessar matérias anteriores,
clique na caixa abaixo.

Qual a sua opinião sobre esta matéria?
Envie suas críticas e sugestões.

Clique aqui

Deseja enviar esta página para um "Velho Amigo"?
Clique Aqui