22 DE SETEMBRO

DIA DA PRIMAVERA

A primavera é a estação do ano que se segue ao inverno e precede o verão, iniciando-se, no Hemisfério Norte cerca do dia 20 de março e terminando cerca de 21 de junho. No Hemisfério Sul, inicia-se por volta de 22 de setembro e termina em redor de 21 de dezembro. É tipicamente associada ao reflorescimento da flora e da fauna terrestres.

Do ponto de vista da Astronomia, a primavera do Hemisfério Sul inicia-se no equinócio de setembro e termina no solstício de dezembro.

Como se constata, no dia do equinócio o dia e a noite têm a mesma duração. A cada dia que passa, o dia aumenta e a noite vai encurtando um pouco, aumentando, assim, a insolação do hemisfério respectivo.

Estas divisões das estações por equinócios e solstícios poderão ser fonte de equívocos, mas deve-se levar em conta a influência dos oceanos na temperatura média das estações. Na primavera do Hemisfério Sul, os oceanos meridionais ainda estão frios e vão aos poucos aquecendo, fazendo a primavera ter temperaturas amenas ao longo da estação.

Para a região sudeste do Brasil, onde há a maior concentração populacional do país, é geralmente o fim da estiagem de inverno e o início da temporada de chuvas.


PRIMAVERA
Autora: Yna Beta

A PRIMAVERA
Autora: Graciele Gessner

É CHEGADA A PRIMAVERA
Autora: Maria Tomasia

PRIMAVERA OU FELICIDADE?
Autora: Cibele Carvalho

PRIMAVERA
Autor: Olavo Bilac


ENCANTAÇÃO DA PRIMAVERA
Autor: Mario Quintana

PRIMAVERA, DE NOVO!...
Autor: Ógui Lourenço Mauri

PRIMAVERA FOSSE SEMPRE
Autora: Mírian Warttusch

PRIMAVERA
Autora: Hilda Persiani


DONS PRIMAVERIS
Autora: Mírian Warttusch

ESTAÇÃO ESPERANÇA
Autora: Lêda Mello

FLORES E AMORES
Autor: José Roberto Carneiro


PRIMAVERA

Chegaste, enfim, maravilhada! !
Chegaste, como aguardei-te, afamada,
ansiosa, feliz e animada
a lua, as estrelas, a madrugada...

Chegaste, empurrada, arrastada,
O vento, as nuvens, a passarinhada
Em revoadas alegres arvoradas
Sem sol, sem chuva anunciada...

Chegaste, enfim, tão almejadas
As flores, assim, tão perfumadas
Como tela azul, iluminada
Num céu de amor e de amadas...

Chegaste, que espera angustiada...
A estação mais bela, aguardada
A Primavera querida e desejada
Com flores e esperança abençoada...

Primavera... Primavera
Tem as cores da aquarela...
Primavera  .... Primavera
Suas cores são as mais belas.!!

Autora: Yna Beta

PRIMAVERA

Estação das flores, Primavera sendo anunciada.

As orquídeas cheias de botões de flores se abrindo, dando cor, alegria, beleza, com suas perfumadas nuances, ao grande muro.

O manacá, com seu inconfundível aroma invadindo o ar, deixando as lagartas se transformarem em casulo, liberando as borboletas e embelezando o jardim com seus coloridos esvoaçantes.

Anunciando uma revoada em busca de galhos tranquilos e fartos para seus ninhos, beija flores, andorinhas, sabiás, rolinhas...
trazem gravetos e folhagens preparando suas moradas e caprichando nos detalhes, que se enchem de ovinhos que alegram a criançada.

As folhagens ficam mais verdes e saudam a nova estação mostrando as flores dos ipês, antúrios,hortências, lágrimas de cristo, margaridas, lírios, begônias, amaralis, e outras mil, sorriem quando o sol as despertam com seu esplendor.
Tal qual o amor...

Autora: Yna Beta

Que a Primavera entre em seus lares e, principalmente, em seus corações...
Yna Beta

As plantas foram plantadas e são tratadas por Yna Beta, que assinou sua obra com arranjos de flores.

FELIZ PRIMAVERA

Quando entrar setembro
E a boa nova andar nos campos
Quero ver brotar o perdão
Onde a gente plantou
Juntos outra vez

Já sonhamos juntos
Semeando as canções no vento
Quero ver crescer nossa voz
No que falta sonhar

Já choramos muito
Muitos se perderam no caminho
Mesmo assim é facil inventar
Uma nova canção
Que venha nos trazer
Sol de primavera
Abre as janelas do meu peito
A lição sabemos de cor
Só nos resta aprender

Já choramos muito
Muitos se perderam no caminho
Mesmo assim não custa inventar
Uma nova canção
Que venha trazer
Sol de primavera
Abre as janelas do meu peito
A lição sabemos de cor
Só nos resta aprender

Autora: Yna Beta


A PRIMAVERA

O colorido das flores chegou, é primavera!!
Estação do suave perfume das flores!
Afinal, veio acompanhado do brilho do sol,
Dando vida para uma imensa alegria!
A primavera desabrocha, germinando a sua beleza,
Seu perfume me alucina, os pássaros cantam.
As flores se abrem, dando uma tonalidade especial,
Deixando uma fragrância suave.
O canto dos pássaros alegra cada alvorada,
fazendo o amor florescer cada novo dia.
Contagiando apaixonados com a canção,
Florescendo o verdadeiro sentimento do amor e paixão.
A primavera é a renovação do amor, da beleza e do encanto.
A natureza nos embeleza com as flores,
Cativando e iludindo os nossos desejos,
Alimentando então, este coração que se encanta.

Autora: Graciele Gessner


É CHEGADA A PRIMAVERA

Os raios do sol têm novos fulgores,
porque é chegada a primavera,
A estação de todos os amores,
espargindo perfume na atmosfera.

Os pássaros estão mais felizes,
cantam nos galhos das árvores floridas.
As folhas ganham novos matizes,
ao inverno apresentam despedidas.

Borboletas pairam sobre as flores,
casais fazem juras de amor.
Há uma intensa explosão de cores:
é a natureza  com seu esplendor.

Velhos e jovens passeiam nas praças;
de mãos dadas, trocam longos beijos.
Crianças procuram fazer arruaças
- tanta beleza desperta os  desejos.

Autora: Maria Tomasia
RJ, 21/09/12


PRIMAVERA OU FELICIDADE?

 Esta é mais uma primavera
 em que desfruto dos carinhos teus.
 No entanto, parece-me a mais bela,
 sinto-me inteira dentro dela,
 como te sinto nos abraços meus.
 As flores estão mais brilhantes,
 com tons e nuances deslumbrantes...
 serão meus olhos que as veem assim?
 Talvez seja o coração confiante
 que me leva a ver a todo instante
 o mundo como imenso jardim.
 Além de um amor radiante,
 tenho em mim a presença constante
 da fé que me move de verdade...
 Isso deve ser, na realidade,
 a face verdadeira da felicidade.
 *****

Autora: Cibele Carvalho
RJ,20/09/12

(não aceito duetos, por favor)


PRIMAVERA

Ah! quem nos dera que isto, como outrora,
Inda nos comovesse! Ah! quem nos dera
Que inda juntos pudéssemos agora
Ver o desabrochar da primavera!

Saíamos com os pássaros e a aurora.
E, no chão, sobre os troncos cheios de hera,
Sentavas-te sorrindo, de hora em hora:
"Beijemo-nos! amemo-nos! espera!"

E esse corpo de rosa recendia,
E aos meus beijos de fogo palpitava,
Alquebrado de amor e de cansaço.

A alma da terra gorjeava e ria...
Nascia a primavera... E eu te levava,
Primavera de carne, pelo braço!

Autor: Olavo Bilac, in "Poesias"
Enviado por: Marly


ENCANTAÇÃO DA PRIMAVERA

Brotam brotinhos na tarde feita
Só de suspiros:
O amor é um vírus...
Apenas o general de bronze continua de bronze!
O vento desrespeita todos os sinais do tráfego.
Velhinhos de gravata borboleta
Sobem e descem como autogiros.
O guarda de trânsito virou cata-vento.
As mulheres são de todas as cores como esses
manequins expostos nas vitrinas,
E onde é que estão, me conta, as tuas esperanças
mortas?!
Lá vão elas – tão lindas – vestidas de verde
Como Ofélias levadas pelos rios em fora
Enquanto eu nem me atrevo a olhar para o alto:
repara se não é
O Espírito Santo que vem descendo em lento vôo
E até Ele, até Ele, deve estar assim, – todo irisado
Como os olhos das crianças, como as maravilhosas
bolinhas-de-gude!

Mario Quintana
Em Primavera Cruza o Rio - Ed Globo – 1985


PRIMAVERA, DE NOVO!...

Finalmente, chegou a estação das flores.
Canta minh'alma, meu coração palpita!
A natureza me envolve, mais bonita,
Com seu perfume e nuances multicolores.

Sinto mais a emoção da vida ao redor...
Há um quê diferente... Coisas do amor!
A Primavera, reino do beija-flor,
Dá, aos amantes, uma atração maior.

Anseio estar mais com minha amada agora.
De mãos dadas, pelos bosques e jardins.
Colher pra ela violetas e jasmins,
Ao som dos pássaros, sob o olor da flora.

Nos três meses deste cenário florido,
Quero estar com ela no banco da praça,
Apreciar seu jeitinho cheio de graça;
Comigo, a trocar rimas ao pé do ouvido.

Primavera à noite... No apogeu, o amor!
Próximo da fonte luminosa, ao léu.
Ao perfume das flores... E a lua no céu;
A comunhão de desejos no esplendor...

Autor: Ógui Lourenço Mauri
Catanduva (SP)

Respeite os direitos autorais


PRIMAVERA FOSSE SEMPRE

Primavera, primavera, primavera fosse sempre,
Fosse eterna – ai quem me dera – dardejando mil sementes!
Nas praças, pelas calçadas, alamedas e jardins
Vicejam flores formosas, perdendo-se pelos confins.

Tons de amarelo e de roxo, têm ipês e quaresmeiras,
Azáleas multicores, em suas sebes faceiras.
Girassóis olham pro alto, e acompanham o astro sol;
Orquídeas brotam nos galhos, preferidas do arrebol.

Margaridas tão branquinhas, miolo gema de ovo,
São a graça das campinas, vão florir todas de novo…
Pendurados, graciosos, esses brincos de princesa,
Fazem encanto tamanho, florindo pra natureza.

Palmas, hortênsias e cravos, flores tão maravilhosas,
Entanto, os enamorados, dão preferência pras rosas.
As delicadas camélias, de honra têm seu lugar;
Enfeitam buquês de noiva, perfume a inebriar!

Nas grinaldas aparecem, com sua graça faceira,
Eternas e encantadoras, as flores de laranjeira.
As árvores ficam lindas, nas floradas, a esperar,
Que desponte cada fruto, nos galhos a se assanhar!

E em plena primavera, escritores reunidos,
Trazemos flores na alma, em nossos versos sentidos.
Cada rima um grande sonho, conquista mais gloriosa,
Saber separar espinhos, dos belos botões de rosa!

Se Hortência é teu lindo nome,
E Hortênsia, nome de flor,
Nem sei qual será mais bela
Nem qual terá mais olor.

Duas jóias preciosas,
Que a natureza esculpiu,
Hortência, surgiu das luzes
E Hortênsia, no galho abriu.

Autora: Mírian Warttusch


PRIMAVERA

Meu Deus! Que festa!
Os pássaros gorgeando,
As  borboletas em bando,
Que alegria será esta?
É a primavera voltando,
Com um colorido mais lindo,
De belas flôres se abrindo
E o seu perfume exalando...
Ao vê-las fico sorrindo,
O inverno  está se despedindo
Dando á ela seu lugar;
A primavera da vida,
Essa fase tão querida,

Passa e não torna a voltar!...

Autora: Hilda Persiani


DONS PRIMAVERIS

Molhai, molhai minh’alma, ó chuvas de setembro...
Fertilizai de amor e fé o meu jardim.
Façai brotar nos galhos as verdes folhinhas,
Dos dons maravilhosos que Deus plantou em mim!

Sejai benévola comigo, primavera,
Na sinfonia das flores a desabrochar,
Pintai de vermelho, de amarelo e rosa,
Todas as notas que nas canções irei usar.

Que ao despontar um verso, qual pétala de flor,
Seja suave ao toque de cada coração...
Tenha o perfume doce da fraternidade,
E a união perfeita da rima e da canção.

Cuidai de cada muda, qual devotada mãe,
Para que não se percam estes dons, jamais!
Deixai abrir, assim, de um a um, cada botão,
Nesta campina de tantos belos ideais.
Que eu saiba separar no campo ervas daninhas,

De todo esse tesouro que venha a conquistar;
Das benfazejas bênçãos, de toda essa florada,
De todo o amor, de toda a paz que eu tenha para dar.
Em cada primavera, quando os dons florescem,
Uma riqueza de aromas espalham pelo ar...

Infinitude de cores, nuances do arco-íris,
Basta um mergulho na alma e você vai encontrar...
Mãos postas, ergo o meu olhar agradecido,
Fitando o céu, faço ao Meu Senhor uma oração.
Que me deu a primavera deu-me o dom da vida,
E o poder de descobrir outros dons no coração!

Autora: Mírian Warttusch


ESTAÇÃO ESPERANÇA

E tu chegaste
vestida de flores
ornada de cores,
inebriante de odores,
bela Primavera,
estação dos amores!

Vieste, assim,
abrindo o sorriso,
trazendo o aviso
amar é preciso,
gentil Primavera,
estação paraíso!

E eu te recebo
com passos de dança
fazendo aliança
com a vida em mudança,
doce Primavera,
estação esperança!

Autora: Lêda Mello


FLORES E AMORES

As flores do meu imenso jardim,
Azaléias, acácias, crisântemos e jasmins,
Suas cores são tão lindas e sutis,
Seus aromas são tão doces pueris,
Que vaidoso chego a pensar que no mundo
Não existem flores como as do meu jardim.

Rosas, violetas, gerânios e hortênsias,
Amarílis, margaridas, cravos e tulipas,
Miosótis, centúrias, anêmonas e camélias,
Íris, jacinto, deda leira e alfazemas,
Madressilva, lírio, begônias e orquídeas,
São tantas as flores
Como tantos foram os amores
Que floresceram no meu jardim

Hoje estou muito mais feliz, pois o narciso,
A gloxínia, o girassol, a prímula, a peônia,
E os ciclamens são flores que estão por
Desabrochar no meu lindo jardim

Com tantas flores e amores
Só agradeço a Deus
A Paz que carrego dentro de mim.

Autor: José Roberto Carneiro


Qual a sua opinião sobre esta matéria?
Envie suas críticas e sugestões.

Clique aqui

Deseja enviar esta página para um "Velho Amigo"?
Clique Aqui

<< Clique Aqui para voltar