DICAS DE BELEZA

RESSALVA

Não sou médica e, mesmo se fosse, não poderia dar uma resposta sem fazer uma consulta pessoal. 
Sugiro ainda que não aceitem consultas virtuais.

TONALIZAÇÃO DE CABELOS

Como saber sobre os cuidados que se deve tomar antes de se pintar os cabelos.

Antes de pintar os cabelos, existem alguns cuidados a serem tomados que podem facilitar a sua vida.

1. Mudanças radicais como descoloração não devem ser feitas com as próprias mãos. Prefira um especialista.

2. Mulheres grávidas não devem pintar os cabelos nos três primeiros meses de gravidez. A penetração de produtos químicos no couro cabeludo pode atrapalhar o desenvolvimento do feto.

3. Não confie nas cartelas dos produtos de tintura para escolher a cor da tinta. Peça conselhos ao seu cabeleireiro.

4. Não tente fazer misturas de tinturas para achar um tom ideal.

5. Antes de usar o produto, leia atentamente as instruções. É muito importante respeitar as quantidades de coloração e água oxigenada, tempo de pausa e aplicação correta. Caso contrário, o resultado obtido pode deixar muito a desejar no que diz respeito à fixação da cor ou não cobertura total dos fios.

6. Faça o teste do toque antes de usar uma coloração para saber se você não demonstra alguma rejeição alérgica ao produto. Aplique um pouco do produto na parte interna dos braços ou em uma pequena região do couro cabeludo. Se sentir alguma irritação ou forte sensibilidade, não use o produto.

Por: Roberto Romera

As maiores dúvidas

Qual a diferença entre reflexos feitos com touca e com papel?

Com o papel é possível pintar a raiz desde o começo, dando um efeito mais natural. Com a touca, alguns centímetros perto da raiz não recebem a coloração.

Aplicar uma coloração permanente estraga os cabelos?

Se for uma tintura de boa qualidade e usada de maneira correta, não. Atualmente, as colorações possuem em sua composição proteínas da seda que são absorvidas pelo cabelo, tratando, dando brilho e maleabilidade. "Porém, quando o cabelo está ressecado ou com pontas duplas, ele pode acabar quebrando. Felizmente, o estrago não é definitivo, porque existem tratamentos adequados. Depois de tingidos, os cabelos precisam de cuidados especiais. Isso significa aplicar xampu específico para cabelos coloridos (que limpam sem tirar o pigmento), fazer hidratação (pelo menos uma vez por mês) e usar produtos com protetor solar (o sol desbota a cor mais rapidamente). Os condicionadores sem enxágüe são ótimos protetores.

A amônia, um dos ingredientes das colorações permanentes, danifica os fios?

Desde que a tintura escolhida possua substâncias reestruturantes, como queratina, proteínas, vitaminas e filtro solar, a amônia, que tem a função de abrir as cutículas do fio para permitir a penetração dos pigmentos de cor, não prejudicará os cabelos. Mas, como os processos definitivos de cor alteram a estrutura dos fios, é importante protegê-los depois da coloração ou descoloração.

Luzes ressecam menos o cabelo do que a tintura?

Não. O processo das luzes é mais intenso, pois envolve um clareador (que atua apenas em cabelos naturais) ou mesmo um descolorante (que contém amônia). A tintura, por sua vez, tem vários hidratantes em sua fórmula que balanceiam a ação agressiva do processo. Depois da descoloração, para minimizar os efeitos, os especialistas recomendam o uso de produtos com poder de hidratação.

De quanto em quanto tempo devo passar a tintura para que a cor fique bonita mas não danifique meu cabelo?

Se a cor for clara, deve-se aplicar a tintura de vinte em vinte dias, apenas na raiz que cresceu. Se for escura, de trinta em trinta dias. A cor consegue permanecer bonita e sem desbotar, apenas com o retoque da raiz, por no máximo três meses (cores claras) ou um mês e meio (cores mais quentes, como cobre, vermelho, dourado). Após esse período, é necessário aplicar a tintura no cabelo inteiro de novo.

Quero clarear meu cabelo. Devo usar só a tintura ou passar um descolorante antes?

Depende do caso. Se você tem cabelo castanho-escuro e quer deixá-lo louro, uma grande mudança, é preciso fazer uma descoloração e depois aplicar a tinta. Se o cabelo já é claro e nunca foi pintado antes, é possível abaixar alguns tons só com a tinta. Mas lembre-se: tinta não clareia tinta. Por isso, se o cabelo já passou por alguma coloração, apenas a tintura não adianta.

Posso fazer permanente ou alisamento logo depois de pintar meus cabelos?

Antes de mais nada será preciso se certificar de que a fórmula dos dois produtos é compatível - e, isso, quem vai saber analisar é um profissional. Se a resposta for afirmativa, o indicado é dar um intervalo de trinta dias entre um processo e outro.

Meu cabelo passou por duas tinturas em um espaço de tempo muito curto. Os fios ficaram ressecados e quebradiços. Como recuperá-los?

Experimente recorrer aos banhos de creme à base de cimento reconstrutor ou queratina. Esses produtos devem ser usados por um mês (o xampu e o condicionador em todas as lavagens e o hidratante uma vez por semana). Eles conseguem reconstituir boa parte da fibra destruída em processos químicos.

Como posso saber se a cor do meu cabelo ficará igual à da embalagem da tintura?

A cor final depende de vários fatores, principalmente do tom natural do cabelo. Por serem mais fáceis de cobrir, os fios claros costumam chegar ao tom da embalagem, desde que não tenham nenhum resíduo de uma coloração anterior. Por isso, o indicado é conferir a tabela de tonalidades (que vem nas embalagens de tintura) e, na dúvida, pedir a opinião de um especialista.

Por que parte devo começar a pintar os cabelos?

R. O ideal é iniciar pelos fios de trás, perto da nuca, que é a região mais fria do couro cabeludo e onde o produto demora mais para fazer efeito. E atenção: deixe para passar na raiz apenas nos momentos finais - por ser a parte mais quente, o produto tem um efeito mais rápido.

O que acontece se eu deixar uma coloração permanente ou semipermanente por mais tempo do que o indicado nas instruções?

Depois de um certo tempo, as colorações permanentes não atuam mais, pois a cutícula já está saturada, explicam os especialistas em tintura. Porém, passar do tempo indicado nas instruções pode irritar o couro cabeludo e, em alguns casos, até causar a queda de cabelo.

Já as tinturas sem amônia, como as semipermanentes e temporárias, continuam agindo, o que pode alterar o resultado da cor. Por isso, siga sempre as especificações.

Sou loura, pintei meu cabelo de castanho-escuro e agora quero voltar à cor natural. O que fazer?

Procurar um profissional. Ele fará uma decapagem (remoção da coloração preexistente) e, depois,aplicará a tinta que mais se aproxime do seu tom natural (lembre-se de que tintura não clareia tintura).

O que quer dizer clarear um, dois ou três tons?

Significa passar gradualmente de uma cor mais escura para uma mais clara. Passar de um castanho-claro para um louro-escuro, por exemplo, é clarear um tom. Já do castanho-claro para o louro-claro, é descer três tons.

Clareei meu cabelo e agora quero que ele volte a ser castanho-escuro de novo. Como devo fazer?

Nesse caso não é necessário fazer uma decapagem, pois o processo será de escurecimento. Sendo assim, basta aplicar a tinta sobre o cabelo. Mas é preciso consultar um profissional para ajudar a escolher o tom certo, levando em conta a cor que atualmente está no seu cabelo.

Como cobrir os fios brancos sem mudar a cor?

Se a quantidade de cabelos brancos for muito grande, o ideal é pintá-los com uma tinta que se aproxime ao máximo do seu tom natural. Se não forem tantos assim, menos da metade, um tonalizante da mesma cor do cabelo virgem resolve o problema.

Os tons claros desbotam menos que os escuros?

Sim. Tons louros possuem menos pigmentos, isso os torna mais resistentes ao vento, à poluição, ao sol e ao cloro. Os tons dourados e avermelhados desbotam mais, mas um tonalizante resolve o problema.

Não gostei da cor que passei. Posso aplicar uma tinta mais clara sobre essa para ver se melhora?

Não vai adiantar, pois tintura não clareia tintura. Para conseguir algum efeito, será preciso fazer uma decapagem (tirar todos os pigmentos da coloração anterior) para depois reaplicar uma cor mais clara

Posso usar nas sobrancelhas e nos cílios a mesma tinta que apliquei nos cabelos?

Sim, desde que você não tenha alergia ao produto. Mas, como os cílios estão em contato direto com os olhos, é preciso muito cuidado para evitar problemas. Prefira a ajuda de um profissional.

Posso fazer luzes durante a gravidez?

Não há mais restrições, pois as novas tinturas não levam metais pesados na sua composição, como o chumbo. Porém, alguns médicos recomendam às grávidas evitar as colorações, porque elas podem desenvolver uma sensibilidade tanto ao cheiro quanto ao toque do produto.

Fonte: Revista Nova

Visagismo: cabelo em harmonia com o rosto

Nem sempre um novo corte de cabelo, com uma mudança radical no estilo de penteado, garante o resultado esperado por muitas mulheres que apostam nas tesouras dos cabeleireiros para ter um visual arrasador em trinta ou quarenta minutos.

Mais que as mãos habilidosas de um bom profissional, aquela transformação feminina tão desejada passa, especialmente, por uma técnica batizada de visagismo que combina a geometria do rosto com o formato do cabelo.

O visagismo é considerado a mais moderna técnica de avaliação para diagnosticar cortes, cores, formas e tipos de rostos por geometria. O termo nasceu do francês visage, que significa rosto e foi idealizado por Claude Juillard. A técnica é definida como a arte de embelezar ou transformar a face, utilizando cosméticos, tinturas e o corte do cabelo. O formato do rosto, gestos, postura e até a maneira de andar da pessoa indicam o temperamento e a personalidade. O visagista pode, por meio das cores da pele, do cabelo e dos olhos, definir o jeito e propor soluções adequadas ao visual do cliente.

No Brasil a técnica ganhou força a partir de profissionais que se especializaram em outros países. O cabeleireiro Aguinaldo Alves dos salão Aguinaldo Cabelos Cambuí e Parque D. Pedro, em Campinas (SP), foi um dos primeiros a aplicar esta técnica. Há dez anos ele fez dois cursos de visagismo no exterior – um em Barcelona, na Espanha e outro na capital-berço da técnica, Paris, na França - e, desde então, utiliza seus conhecimentos para transformar o rosto de muitas mulheres.

A técnica do visagismo evita situações difíceis como a frustração depois de planejar uma grande mudança no visual e sair do salão de beleza insatisfeito com o resultado. O cabeleireiro Aguinaldo explica que muitas vezes a cliente está decidida a um determinado tipo de corte que não combina com a geometria do rosto da pessoa. Neste caso, ele procura conversar e chegar a um meio termo, combinando o corte desejado com as regras do visagismo.

Embora com menos opções de cortes, o visagismo também é aplicado no corte masculino. A técnica considera as linhas que compõem o formato do rosto - quadrangular, ovalado, retangular, redondo, hexagonal com linhas retas, losangular, triângular e triangular invertido. Cada formato possui características próprias. O formato hexagonal é o mais comum entre as modelos, a exemplo de Gisele Bündchen. O rosto retangular transmite seriedade, o oval é delicado e feminino; já o redondo tem um ar angelical e infantil. Considerando estas características, o cabeleireiro busca harmoniza o corte com o estilo de cada rosto.

Autor: Aguinaldo Cabelos


Webdesigner: Lika Dutra
Revisão: Anna Eliza Fürich
aefuhrich@gmail.com

Para acessar matérias anteriores,
clique na caixa abaixo.


Qual a sua opinião sobre esta matéria?
Envie suas críticas e sugestões

Clique aqui

Deseja enviar esta página para um
"Velho Amigo"?

Clique Aqui