VOVÔ AMA A VOVÓ

A IMPORTÂNCIA DO BEIJO


Foto: Rafael Torres

"Passamos a amar não quando encontramos uma pessoa perfeita, mas quando aprendemos a ver perfeitamente
uma pessoa imperperfeita".
(Sam Kenn)

  Página criada em 19/06/2006

A IMPORTÂNCIA DO BEIJO

A falta do beijo é um alerta de que a afetividade está em baixa entre os casais.

O beijo e o abraço são considerados os maiores elementos que medem a temperatura amorosa entre os casais.

Quando o casal está feliz beijar é um ato espontâneo e recíproco. A vontade surge do afeto, do tesão. Mas se o casal já entrou naquela de "ir levando" o relacionamento por conveniência, eles se habituam a trocar farpas ao invés de trocar beijos.
As despedidas com aquele beijinho automático, seguido de tchauzinho, "bem..." e as chegadas, com "oi bem" não são gestos de carinho. São chavões que fazem parte de um ritual sem sal. É uma rima, mas não é uma solução.

O ponto alto de qualquer relacionamento amoroso é o beijo na boca. Ele provoca reação no corpo inteiro, despertando o desejo sexual.

Durante o ato sexual o prazer pode levar ao clímax, quando ambos se beijam.
Os lábios, além de muito sensíveis, são um dos pontos mais eróticos do corpo, comparáveis ao clitóris e à cabeça do pênis.

No início de um romance, o casal já pode prever se a relação sexual terá sucesso ou não, com a sensação causada pelo beijo.
Visando atrair o sexo oposto, vem merecendo uma importância significativa no visual feminino a boca emoldurada por lábios polpudos.

As clínicas de estética andam superlotadas de mulheres que aumentam o tamanho dos lábios e reforçam o seu contorno, conscientes de que na fantasia masculina a boca apresenta uma analogia com os órgãos genitais femininos, que inclui grandes e pequenos lábios.

E o beijo de língua é um ato sexual que pode levar ao orgasmo, pela semelhança da penetração do pênis na vagina. E o homem também se excita ao receber a língua de sua parceira. O roçar de línguas provoca um estado de êxtase.

Beijar e abraçar são gestos que podem e precisam ser cultivados entre os casais.
Quanto mais você dá carinho, mais carinho você recebe.
Com o passar do tempo, muitos casamentos entram em decadência.
Onde faltam beijos, sobram frustrações, depressões e dores corporais.

SUGESTÃO ÀS MULHERES
Antes de comprar roupas íntimas sensuais, de construírem bocas artificiais e de recorrerem a magias pra obter momentos de sexo excitante, lembrem-se que, no decorrer de um dia, todos os gestos de carinho como beijos e abraços, sem mais, nem porque, são mais afrodisíacos do que os engenhosos atributos criados pelos esteticistas, ou comprados nos shoppings.

SUGESTÃO AOS HOMENS
Antes de se preocuparem com os seus músculos e sua barriguinha sarada, lembrem-se de que a mulher é conquistada no dia a dia pelas sutilezas do verdadeiro amante. Ela quer que vocês elogiem o novo corte de cabelo, que note a roupa nova, ou simplesmente que lhe diga algo afetuoso.

Não tem nada mais brochante do que o homem que só vai pra cama, quando a mulher já está quase pegando no sono, e quer fazer sexo...
O que eles querem é só uma rapidinha pra relaxar e dormir melhor. Muitas vezes fazem sexo até sem se beijar na boca.

Será que não imaginam o quanto isso magoa a mulher? Que essa atitude, além de tirar o sono, aumenta o mau humor e a agressividade dela?

SINAL VERMELHO
O ato sexual começa quase sempre com beijo! Os amantes não imaginam fazer amor sem beijar na boca.

Quando um dos dois evita o beijo, é bom consultar um dentista. Muitas vezes uma simples limpeza pode resolver o problema do mau hálito.
Bons hábitos de higiene, como usar fio dental e escovar os dentes após as refeições, garantem a saúde bucal nos intervalos da visita ao dentista. Já se foi o tempo em que se dizia que a boca do vovô ou da vovó tinha "cheiro ruim de velho".
Outro detalhe importante é evitar a ingestão de cebola crua, ou alho frito, antes de fazer amor. Argh! "Beijo ao alho" é uma péssima preliminar pra uma festa amorosa.

Mas se o motivo do mau hálito foi eliminado e um dos pares evita o beijo, pode ser um sinal de que o amor e o afeto saíram por uma porta, e o comodismo entrou pela outra, trazendo tristeza e solidão.
Os dois juntos precisam tentar recuperar a emoção latente. Ela é muito importante.

A mulher que ama o seu par percebe o quanto o seu parceiro se sente gratificado, envaidecido e apaixonado por ela, na proporção em que ela demonstra admiração por ele. Colocá-lo pra cima aumenta a auto-estima e pode despertar o tesão de seu par.

O desejo de beijar é condicional. Dificilmente uma mulher consegue ser afetuosa, se o seu homem é um eterno ocupado consigo mesmo, com seus negócios, com seus interesses particulares. Ele precisa dar atenção especial à característica feminina de querer afagos e de também se sentir admirada por ele. Colocá-la pra cima aumenta a auto-estima dela e pode despertar o tesão que está adormecido por falta de estímulo.

As frustrações no relacionamento podem destruir a excitação, tornando impraticável o sucesso da união.
O entrosamento requer que cada um assuma ao mesmo tempo os papéis de protagonista e de expectador de seu romance conjugal, revendo seus hábitos e atitudes egoístas em prol da felicidade. Quão afortunado é o casal que pode sapecar um delicioso beijo, com língua ou sem língua, no final de cada dia...

Maria de Lourdes Micaldas
lou@velhosamigos.com.br
Revisão: Damáris C.Gomes

Pesquisar Vovô Ama Vovó

Para acessar matérias anteriores,
clique na caixa abaixo. 

Qual a sua opinião sobre esta matéria?
Envie suas críticas e sugestões

Clique aqui

Deseja enviar esta página para um
"Velho Amigo"?

Clique Aqui